QUE O FEMININO NÃO PERCA A DELICADEZA DA SUA NATUREZA.

124

DA SÉRIE: ONDE ESTÁ SEU OLHAR…

E que pra ocupar um lugar e ter respeito ela não precise endurecer sua alma…

Por que a delicadeza cabe em todo lugar…
Nos corações de vários tamanhos
Nas casas de telhados trocados
Nos sofás velhos e lençóis acetinados
Cabe na janela pequena, da rua estreita e em qualquer poema.
Nos braços dos mais fortes e dos valentes
Delicadeza cabe Na vida agitada, em cada palavra guardada ou trocada, e delicadeza não é pra poucos.
Todos se servem dela, todos se transformam com ela, todos se deliciam nela.
Delicadeza acalenta, alimenta e sustenta a alma dos aflitos e dos calmos conflitos.
Delicadeza abre caminhos, retira espinhos, cura feridas, faz até sumir cicatrizes
Por que a alma pede por ela
Ah delicadeza
Delicadeza da espera
Espera que atravessa
Que impera
Delicadeza que não para
Que não cessa, por nada que não seja ela.
Delicadeza de tudo que é dela.

Eu a flor, o asfalto, a criança, o adulto, a dor, o amor e a delicadeza
Tudo junto, por que não tem receita, mas tem ingredientes, pra gente misturar, dar o tempo, preparar, esperar e servir, pra quem a gente convida, na vida entrar.

ROBERTA GALVANI DE CARVALHO

Consultora Estratégica e Coach Executiva

www.galvanicarvalho.com.br – blog: www.transforme-se.com

(63) 999731389

Deixar um comentário